Tecnologia no Mundo da Música: O que Mudou?

TECNOLOGIA E VIOLÃO

Vivemos em uma era digital e a tecnologia está transformando tudo ao nosso redor. A tendência é inovar cada vez mais, desde a forma como nos comunicamos, consumimos e compartilhamos conteúdo, até mesmo na forma como conhecemos artistas e ouvimos músicas. A evolução tecnológica mudou a forma do mundo interagir com a música e o impacto é radical. Quer saber como? Então não deixe de ler o post. Não perca!

Hoje em dia tudo é mais fácil e acessível, devido a velocidade com que as informações rodam pelo mundo, o que permite abrir um leque de possibilidades ao consumidor e novos horizontes para os produtores.

 

Até poucos anos atrás imaginar que uma música pudesse vazar para todo o mundo antes de seu lançamento oficial ou ouvir uma canção que desejasse quando e onde quisesse por diversos meios, inclusive a partir de um celular, era praticamente impossível.

A facilidade de distribuição, comercialização e divulgação modificou muito a indústria fonográfica, pois possibilitou a criação de novos serviços, novas demandas, porém também extinguiu alguns dos antigos hábitos de consumo das últimas décadas.

Quer saber como a tecnologia mudou o mundo da música? Continue lendo…

Tecnologia no Mundo da Música: O que Mudou?

  • Forma de Ouvir Música: Antigamente, existiam poucas formas de ouvir música. As pessoas se reuniam em algum lugar da casa para ouvirem suas músicas e artistas preferidos, com o auxílio de vitrolas e dos discos de vinil ou LPs. Esses equipamentos eram caros e ocupavam um grande espaço.

O mais comum era pelo rádio, que atingia um público bem maior do que o atual, pois este era, além de uma fonte de entretenimento, a fonte oficial de comunicação do país por longos anos. As famílias se reuniam, esperavam e torciam que suas músicas preferidas fossem anunciadas e tocadas.

TECNOLOGIA E VIOLÃO

Anos depois, a função do rádio foi parcialmente substituída pela televisão e pelas paradas de clipes, que foram sucesso dos anos 80 e 90. Também os discos de vinil foram substituídos pelas fitas K7, CD, MP3 Player até os nossos populares eletrônicos com USB.

E o rádio foi quase todo substituído pelas estações personalizadas dos programas de streaming, que é uma espécie de rádio online feita de acordo com o gosto do usuário.

  • Influência das Gravadoras: Há alguns anos atrás para fazer sucesso era preciso conseguir um contrato com uma gravadora influente. Hoje em dia é preciso ser bom e, de alguma forma, cair no gosto do público.

 

TECNOLOGIA E VIOLÃO

Na era digital, o poder mudou de mãos e o público dita o que quer ver e ouvir, e não mais as gravadoras. Com isso, a forma das gravadoras trabalharem precisou ser reformulada, mas também permitiu que houvesse acesso de produtores independentes a um enorme público.

  • Fim dos Álbuns: No final da década de 90 a gravação de CDs ainda era trabalhosa e precisava esperar meses para lançar um álbum, mas com a criação sul coreana do aparelho de reprodução de MP3, as músicas de um álbum podiam ser baixadas em alguns minutos.

E no ano de 2001, Steve Jobs ao anunciar a maior febre da década: o iPod, após apenas alguns meses do lançamento do iTunes, a loja da marca que permite comprar músicas em formato digital, você poderia curtir suas músicas preferidas, sem precisar sair de casa e sem a necessidade de fazer a compra de álbuns inteiros, algo nunca imaginado antes.

Os lançamentos passaram das rádios para a tela do computador, não era mais preciso comprar discos ou ficar esperando em frente ao rádio para gravar fitas, pois com poucos cliques, tudo passou a caber em seu bolso.

  • Formas de Assistir Vídeo Clipes: Até o começo dos anos 2000, para assistir um vídeo clipe no Brasil, era preciso esperar o lançamento na transmissão da MTV. Quem quisesse assistir novamente tinha que gravar o clipe em seu videocassete ou esperar quando repetisse.

 

TECNOLOGIA E VIOLÃO

Em 2005, com a criação do YouTube, , plataforma que dá ao público a possibilidade de criar a própria parada de clipes preferidos, deu início à grande parte da acessibilidade que temos hoje, forçando as emissoras que são voltadas para música e vídeo clipes se reinventarem constantemente para que consigam competir com o YouTube e manter a audiência.

  • Equipamentos Musicais e de Reprodução: Os equipamentos musicais de hoje possuem uma qualidade superior aos equipamentos mais antigos, devido a um maquinário mais preciso e um controle de qualidade maior.

São mais tecnológicos e muitas vezes mais fáceis de manejar, e os amplificadores que utilizavam válvulas foram aprimorados tornando-as mais resistentes do que as válvulas antigas, criando assim um sistema e um amplificador muito mais resistente.

Por sua vez, os equipamentos de reprodução se tornaram mais potentes e aguçados, além dos fones de ouvido, que reproduzem as faixas com muita qualidade e evoluíram ao longo dos anos. 

  • Computador como uma Ferramenta: Seja como ferramenta para composição, para tratamento de material sonoro, para aprimoramento de técnicas instrumentais tradicionais ou simplesmente como instrumento musical, o computador se mostra uma ferramenta muito útil podendo criar canções inteiras e até mesmo vozes artificiais, facilitar a análise de sons e etc.

 

TECNOLOGIA E VIOLÃO

O sistema analógico antes utilizado foi abandonado pelos maiores estúdios do mundo dando lugar a computadores e softwares de gravações. Em shows ao vivo se faz presente na utilização de mesas digitais, simuladores de amplificadores e etc.

Não podemos negar que a internet está em tudo o que fazemos hoje em dia e há quem diga que ela serviu para matar a música, mas opiniões a parte, ela também é responsável pela maior difusão das músicas e por democratizá-las. Hoje, é muito mais fácil conhecer bandas de qualquer parte do mundo e de qualquer estilo. Desde aplicativos até as interfaces USB a tecnologia tem sido usada de uma maneira muito abrangente quando o assunto é a música.

 

Veja também “3 ESCALAS QUE TODO INICIANTE DEVE APRENDER E TREINAR”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página do Facebook!

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *